quinta-feira, 25 de agosto de 2016

5# Verona …

... Romana.

Praça Brà com a Arena ao fundo.

Verona é uma linda cidade, como já vos disse, que reúne mais de 2.000 mil anos de história possuindo por isso vestígios muito bem conservados do período romano. Aliás Verona é actualmente a cidade com a maior quantidade de vestígios do período romano.

Alguns dos locais que visitámos foram:

Porta Leoni e Porta Borsari são vestígios de dois antigos portais da cidade durante o período romano e que faziam parte da estratégia de defesa da cidade contra invasões.

Porta Borsari vista à saída da cidade.


Porta Borsari vista antes de entrar na cidade.

Porta Leoni

Detalhe da Porta Leoni.

Junto à Porta Leoni.


Uma das atrações mais imponente de Verona é a Arena.
Trata-se de um anfiteatro do ano 30 a.C. que é o terceiro maior do mundo.

Actualmente a Arena de Verona é palco de grandes manifestações culturais e recebe artistas internacionais e concertos de ópera, principalmente nos meses de verão.

Arena de Verona.



Detalhes da Arena, num deles podemos ver o que resta da faixa anelar destruída pelo tempo.

Arco dei Gavi foi construído no século 1 por uma família nobre romana de nome Gavia. 



Arco dei Gavi

No sopé desta colina, encontra-se um teatro romano do século I,
em formato de semicírculo. Já o tinha mencionado AQUI

E também atravessámos a Ponte Pietra,
a única ponte romana de Verona e de que falei AQUI.


Verona é uma cidade com muita história e com imenso para descobrir ...


sábado, 20 de agosto de 2016

4# Verona …

… de Romeu e Julieta.

 
É claro que também fizemos uma visita à CASA DI GIULIETTA.

Apesar de ser um local quase obrigatório para quem visita Verona, não foi dos sítios que mais apreciei … talvez pela imensidão de turistas que estavam no local.


A casa fica na Via Cappello e a entrada é bem discreta podendo passar até despercebida. Ao entrar, passamos por um longo corredor que possui as paredes repletas de declarações de amor e nomes dos apaixonados que visitam o local, quase espaço para escrever mais nada.




A casa da família Cappello foi construída no século XIII e restaurada em 1935, e tem como destaque a famosa varanda de onde Julieta escutava as juras de amor eterno do seu Romeu.



Na parte externa da casa encontramos a grande atracção do local, a estátua de bronze de Julieta (autoria de Nereo Costantini). Segundo a lenda quem esfregar com a mão o seio direito da estátua de Julieta, encontrará um grande amor para toda a vida. Por isso os visitantes fazem enormes filas para cumprir o ritual e registarem o momento … (nós não o fizemos ... lolll).



A despedida é uma dor tão suave que te diria Boa Noite até o amanhecer… 
William Shakespeare 


quarta-feira, 17 de agosto de 2016

3# Verona …

... vista do topo da colina.


Vista panorâmica de Verona registada do topo da colina San Pietro.

Pois é ... o meu príncipe insistiu e lá subimos até ao topo da colina de San Pietro depois de atravessarmos a linda Ponte Pietra

Apesar do calor assolador que se fazia sentir até não custou muito e depois tivemos o prazer de observar uma vista fantástica da cidade. 

No topo da colina de San Pietro fica o Castell San Pietro que actualmente é o museu arqueológico de Verona. O Castell San Pietro foi construído em estilo romanesco e gótico, durante o século XIX, no período em que os austríacos dominaram Verona. Anteriormente existiram no local construções da época romana. A localização da sua construção é um excelente ponto estratégico de onde se pode ver toda a cidade de Verona e o rio Adige.

A subida ...

E começou-se a ter uma boa perspectiva da cidade ...





     
A descer ...

Ruínas do Teatro Romano construído no século I a.C..

Este antigo teatro romano está localizado muito perto do rio Adige, por isso ele sofreu repetidamente de graves inundações.

domingo, 14 de agosto de 2016

2# Pontes …

… de Verona.

Vista para a colina onde fica o Teatro Romano, entre a Ponte Pietra e a Ponte Nuovo.

Verona tem um encanto especial pelo facto de ser atravessada pelo rio Adige, pelas suas pontes que unem a cidade que o rio procurou separar, e as colinas que a integram e circundam todo o seu centro histórico. 

Ao todo Verona tem dez pontes: S. Francesco, Aleardi, Navi, Nuovo, Pietra, Garibaldi, della Victoria, Scaligero, Risorgimento e Catena. As mais interessantes são a Ponte Pietra, a Scaligero e a Garibaldi.

Nós atravessamos apenas duas delas a Ponte Pietra e a Garibaldi … mas o meu príncipe e o P. atravessaram também a Scaligero … já no final do dia quando estávamos muito cansadas.

Ponte Navi

Vista junto à Ponte Navi.

A Ponte Pietra é a mais antiga de Verona e ao longo dos séculos sofreu diversos colapsos, reconstruções e restaurações. Concluída em 100 a.C. é também conhecida por Pons Marmoreus, a sua construção permitia o acesso ao Teatro Romano do outro lado da margem do rio Adige. No século XIII, Alberto I della Scala ordenou a reconstrução de uma parte da ponte que tinha ficado danificada assim como a torre de vigia pela qual se passa para percorrer a ponte. Durante a Segunda Guerra Mundial quatro dos seus arcos foram explodidos para que a tropas alemães recuassem, mas foi reconstruída em 1957, com materiais originais.

Ponte Pietra




Travessia da Ponte Pietra.

Ponte Pietra

Atravessamos esta ponte para subir ao topo da colina e poder observar uma bela panorâmica … que vos vou mostrar no próximo post.

Ponte Pietra vista do Parco Cesare Lombroso.

Ponte della Victoria

Já no final do dia passamos pelo Castelvecchio, uma construção medieval impressionante do tempo em que a cidade era governada pela família Scala. No seu interior temos acesso à ponte Ponte Scaligero, uma das mais bonitas de Verona.

Ponte Scaligero

O Castelvecchio foi construído em 1354 com o objetivo de proteger os moradores da cidade contra invasões. A Ponte Scaligero servia como uma saída rápida para escapar da cidade caso algo acontecesse. Foi também bastante destruída durante a Segunda Guerra, mas foi refeita tal como era antes.

Castelvecchio


     


Áreas interiores do Castelvecchio.

Related Posts with Thumbnails