domingo, 29 de maio de 2011

Darwin ...

... e a evolução das espécies no Jardim Botânico do Porto.


Uma exposição que procura focar a vida e obra do cientista, e que foi fruto da colaboração da Universidade do Porto com o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, poderá ser vista na Casa Andersen, no Jardim Botânico, até dia 17 de Julho.


A exposição centra-se na viagem à volta do mundo efectuada por Charles Darwin a bordo do HMS Beagle, que está na génese da sua teoria de Evolução das Espécies através da selecção natural. É ainda possivel observar uma área com plantas e animais vivos, “tatus, suricatas, pombos, lagartos de gola, eufórbias, entre outras espécies que ilustram alguns dos processos evolutivos descritos por Darwin.”

Eu e o meu príncipe gostamos bastante da exposição está muito bem elaborada, bem contextualizada e a guia foi excelente. :)





















sábado, 28 de maio de 2011

"Único e Múltiplo. Dois Séculos de Design"

... inaugura hoje a nova exposição permanente do MUDE.


O MUDE - Museu do Design e da Moda, Coleção Francisco Capelo inaugura hoje a sua mais recente exposição permanente, intitulada "ÚNICO E MÚLTIPLO. Dois Séculos de Design".

A exposição, que apresenta 300 peças singulares, propõe uma viagem que enquadre o design nos últimos dois séculos e nos mais diferente contextos.

Entre objetos únicos, edições limitadas e produções em série, a exibição conta com peças tanto na área do design como na moda, assim como, um conjunto de objetos do dia-a-dia, como o Clip, a esferográfica BIC, Tupperware, etc. Às peças de design internacionais que faziam parte da exposição anterior, juntam-se agora outras, na maioria de autores portugueses e muitas delas apresentadas ao grande público pela primeira vez. Entre outros nomes, ecnontramos trabalhos de Marco Sousa Santos, Filipe Alarcão, Miguel Vieira Baptista ou Fernando Brízio.



"Percorrer dois séculos é compreender a relação entre a lógica de mercado e uma perspetiva mais experimental e conceptual, tal como as ligações do design com a sociedade, economia, marketing, publicidade e tecnologia, mas também com a arquitetura, as artes e diferentes áreas do conhecimento. É ainda aprender a reflexão, teórica e prática, sobre a sua definição, intento, significado cultural, património e representação", afirma Bárbara Coutinho, diretora do MUDE e curadora da exposição.

Fonte: Expresso

domingo, 15 de maio de 2011

Hoje ...

... com mais de 15.000 mulheres participei na Corrida da Mulher na Invicta.


Às 8:30h da manhã lá fomos para Gaia e daí de metro até à Casa da Música. Devo dizer que não foi tarefa fácil fazer a mudança de linha na Trindade, o Porto estava invadido por mulheres vestidas de cor-de-rosa.

No Shopping Brasília encontramos com mais 3 colegas, estava o grupo reunido 12 mulheres :)

E assim num excelente dia primaveril, apesar do forte vento que se fazia sentir, percorremos os 5Km que separam a Casa Da Música da Avenida dos Aliados.

Interessante verificar que também os homens se juntaram à causa e correram junto com as mulheres. Foi até à data a maior adesão à Corrida da Mulher, 15.435 presenças, significando que este mesmo número em euros foi angariado a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, numa aposta ao combate do cancro da mama.

No próximo ano lá estaremos fazendo parte da 20 mil presenças que a organização quererá atingir na edição de 2012.

sábado, 14 de maio de 2011

Corrida da Mulher 2011

... e a Invicta vestida de cor-de-rosa mais uma vez.


Dia 15 de Maio pelas 10:30 iremos fazer parte das 15 mil participantes a participar neste desafio com partida na Casa da Música (Praça Mouzinho de Albuquerque) até à Avenida dos Aliados, no Porto (5 km).

O objectivo é angariar fundos para a Liga Portuguesa contra o Cancro e incentivar à pratica desportiva.
Dos 2€ de inscrição, 1€ reverte a favor da Liga Portuguesa contra o Cancro, do Núcleo Regional Norte, para o Cancro da Mama.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Alexander Mcqueen

... é homenageado através da exposição "Savage Beauty", um ano após a sua morte.


A primeira coleção criada por Mcqueen, ainda nos tempos em que frequentava famosa escola de design, St Martin School of Arts, é uma das atrações da exposição agora apresentada ao grande público. Intitulado "Jack o estripador que persegue as sua vítimas", o trabalho evidencia uma linha criativa que o criador manteve ao longo da sua carreira.

A mostra inclui ainda cerca de 100 coleções e procura transportar os visitantes para ambientes dramáticos, góticos e sensuais que definem o lado mais obscuro da estética romântica das coleções de Mcqueen.

"Savage Beauty" foi inaugurada no dia 2 de Maio, coincidindo com o jantar anual de gala promovido pelo Metropolitan Museu of Art - Costume Institute. A cerimónia, considerada uma das mais importantes do calendário internacional do mundo da moda, contou com a presença da diretora da Vogue Americana, Anna Wintour, a estilista Stella McCartney - que foi amiga do criador - e claro, Sara Burton, atual diretora criativa da marca.

Se estiver a pensar ir a Nova Iorque até dia 31 de Julho, não pode perder esta exposição, que revela toda a genialidade e dramaticidade de um dos criadores de moda mais aclamados do século XX, Alexander Mcqueen.



terça-feira, 3 de maio de 2011

i9 ...

... um sonho, um iPhone que se transforma numa Leica e vice-versa.


Quando se cruza uma Leica com um iPhone, o resultado é a câmara i9, um conceito desenhado pelos criativos de uma consultora de marketing da Califórnia. Eis um “transformer” que apetece ter.

Dar largas à imaginação foi o que fizeram os criativos da Black Design Associates LLC, sediada em El Segundo, na Califórnia, consultora de estratégia de marketing e desenvolvimento de produto. Assim nasceu o conceito i9, ou seja, o objeto que resulta do cruzamento de uma máquina fotográfica Leica - considerada por muitos a melhor do mundo – com um iPhone4. Uma união entre a qualidade das lentes e do sensor de imagem profissional CMOS da Leica e as capacidades de processamento e partilha da mais recente versão do iPhone da Apple.


A i9 foi desenhada seguindo a filosofia “elogiar sem comprometer” – se a melhor máquina fotográfica é a que anda sempre consigo, pode ler-se no comunicado da Black Design Associates, então, melhor câmara ainda, é o conceito da Leica i9. A única câmara profissional que também serve de capa de protecção ao iPhone4 – e muito mais. O objetivo, de acordo com os designers, foi criar um sistema que inspirasse os fotógrafos, permitindo-lhes ainda partilhar imagens e vídeos em qualquer parte do mundo.

A i9 é uma câmara ultracompacta profissional, sensor de imagem com 12,1 MP efectivos, zoom óptico 8x e memória interna e extensível por cartão SD. As imagens podem depois ser descarregadas para o iPhone através de uma aplicação da Leica, a mesma que serve para partilhá-las depois nas redes, no Youtube ou por email. Além disso e entre outras funcionalidades cruzadas, a i9 e o iPhone4 podem também partilhar as respetivas baterias para mais autonomia.


A Leica i9 parece um sonho. E, infelizmente, neste caso, ela não passa disso mesmo. É muito provável que a i9 não chegue a sair do “papel”, ou melhor, do conceito digital, não passando, sequer, à fase de protótipo e muito menos ao mercado. Para grande pena de muita gente. De qualquer maneira, pode ser que o exercício criativo inspire as marcas.

Fonte: movimentomilenio.com
Related Posts with Thumbnails