quinta-feira, 30 de junho de 2011

Valência ...

... conhecer a sua história e rever familiares foi o que me levou até esta bela cidade.

Uma cidade antiga, nova, tradicional, futurista, exuberante, recatada… Valência oferece-nos de tudo um pouco.



Deambular pelo seu pitoresco centro histórico, a “Ciutat Vella”, oferece uma ampla variedade de pontos de interesse. Labirintos de ruelas estreitas e a atmosfera boémia marcam o bairro de “El Carmen”, onde os belos monumentos medievais são intercalados com animados bares e cafés que constituem o centro da vida nocturna da cidade.


A “Plaza de la Reina” acolhe a Catedral de Valência (La Seu), um edifício que combina uma fusão de estilos arquitectónicos: romanos, góticos, barrocos e renascentistas. E claro não se pode deixar de subir à sua famosa torre sineira, "Micalet", um dos monumentos mais emblemáticos da cidade, com vistas.






Imperdível é uma visita a “Lonja de la Seda” (Bolsa da seda), um local classificado como Património da Humanidade pela UNESCO, e considerado também um dos mais bem preservados exemplos da arquitectura civil gótica de toda a Europa. Fica no bairro do “Mercat”, uma zona que se desenvolveu muito graças às intensas trocas comerciais da cidade no século XVI.





Nesta zona temos também o esplêndido edifício Arte Nova do “Mercat Central que oferece uma irresistível gama de produtos frescos, faianças e utensílios de cozinha nos seus mais de mil expositores. Os inúmeros bares dentro e fora do mercado oferecem uma excelente oportunidade para descansar e provar algumas das mais frescas e famosas “tapas” valencianas, e foi o que fizemos :)


De contemplar são também os murais e frisos da “Estación del Norte”, construída entre 1906 e 1917.


Não longe, fica o recém-restaurado Mercado de Colón, esvaziado da sua função inicial para dar lugar ao lazer, cujos murais nos recordam a importância da laranja, e antes dela da uva, na economia da região.


A arquitectura histórica e o design urbano vanguardista encontram-se em perfeita harmonia em Valência, onde uma curta distância separa o centro histórico da futurista Cidade das Artes e das Ciências – um complexo urbano dedicado às artes e ciências. Concebida pelo arquitecto valenciano Santiago Calatrava e um dos símbolos mais emblemáticos da cidade moderna, mas este complexo irá ter direito a um post :P

Depois de lermos que o ultra moderno “Palau dos Congressos” era apenas recomendável os fanáticos dos design contemporâneo, claro que lá fomos de metro até ele :P assim conhecemos pelo exterior esta obra de Norman Foster.

Tivemos ainda a oportunidade de caminhar pela “La Marina Real Juan Carlos I” e pelo “Paseo Marítimo”, onde nos foi possível admirar o edifício “Vels i Vents”, concebido pelo arquitecto David Chipperield.



Por entre estes nossos passeios houve tempo para estar com a família e até passear com eles, assim no domingo pela manhã aproveitamos e visitamos o Museu das Belas Artes de Valência.



... em breve mais uns posts sobre Valência
Related Posts with Thumbnails