Tapetes em cortiça ...

... feitos em teares tradicionais.



São os primeiros tapetes de cortiça feitos em teares tradicionais, são ecológicos e são portugueses.

A ideia e conceção é da Sugo Cork Rugs, uma marca consolidada a partir da incubadora Amorim Cork Ventures, do grupo Corticeira Amorim, que tem desafiado os empreendedores a mostrarem a sua criatividade na produção a partir da cortiça.

A marca junta no mesmo produto duas forças da indústria portuguesa — a cortiça e a tecelagem de tapetes –, ao mesmo tempo que se torna um exemplo do eco-design. A ideia surgiu, precisamente, pela vontade de inovar na utilização de matérias-primas e produzir a partir de materiais ecológicos.

Na primeira coleção da Sugo, lançada este mês, pode-se ver uma grande versatilidade estética. Para já há 13 modelos, a preços que vão dos 220€ aos 500€ por metro quadrado, mas o cliente pode também optar por personalizar o seu tapete.

Uma coisa é certa: cada um é feito por tecelões em teares tradicionais de tapeçaria, num processo inédito — explicado no vídeo abaixo — que originou até um pedido de patente.

Por serem feitos em cortiça, os tapetes combinam várias das caraterísticas desta matéria-prima, da sustentabilidade à leveza, passando pelas propriedades isoladoras e um menor risco de alergias.

 

Fonte: OBSERVADOR