BIC Cristal ...

... comemora hoje 60 anos e assinalada a data com edição limitada em ouro e prata.


Uma das esferográficas mais famosas do século passado faz 60 anos. Ao longo do tempo a BIC Cristal tornou-se numa esferográfica de culto e conquistou mesmo o estatuto de obra de arte, fazendo parte da colecção permanente do Museu de Arte Moderna em Nova Iorque (MoMA) e o Museu Nacional de Arte Moderna do Centro Georges Pompidou, em Paris.

Para assinalar a data, foram criadas duas edições especiais, uma em ouro e outra em prata. A BIC Cristal dourada (com tinta azul) e a BIC Cristal prateada (com tinta preta) são vendidas num blister, já disponível em papelarias e supermercados, com as duas unidades e prometem tornar-se rapidamente num objecto de coleccionador.

«O prateado e dourado são as cores certas para marcar os 60 anos da BIC Cristal, a esferográfica de culto que depressa conquistou um grupo de fiéis seguidores, transformando-se num produto tão universal quanto indispensável.», refere a empresa que a comercializa em comunicado.

Os primeiros exemplares destas esferográficas foram lançados em França em Dezembro de 1950, cinco anos antes do barão Marcel Bich se ter juntado a Edouard Buffard para criar uma empresa que fabricava peças para instrumentos de escrita em Clichy. Quando as primeiras canetas esferográficas começaram a aparecer no mercado, Marcel Bich reparou na velocidade que estas conferiam à escrita e apercebeu-se de que poderiam revolucionar o negócio.


Com esse intuito, comprou a patente da caneta desenvolvida pelo húngaro Laszlo Biro e começou a conceber a fórmula de tinta ideal, o encaixe perfeito entre a esfera e o tubo de tinta, utilizando a habilidade e a técnica dos relojoeiros suíços, com a preocupação de conceber um objecto atractivo e funcional.

Após trabalhar intensivamente durante vários anos ao ponto de colocar todo o capital da sua empresa em risco, lançou os primeiros exemplares da esferográfica no mercado em 1950. Chamou-lhe BIC Cristal, custava apenas 50 cêntimos franceses e era recarregável. O sucesso foi imediato!

«Hoje, 60 anos depois, continua a ser fabricada pela BIC nas suas próprias fábricas em França, no Brasil, no México e na África do Sul, em máquinas que também foram desenvolvidas pela própria companhia. E a empresa também fabrica a sua própria tinta, para garantir uma experiência de escrita suave e de alta qualidade», asseguram os seus responsáveis em comunicado.

Em Portugal a famosa caneta, que ainda hoje é um fenómeno de vendas, surgiu há 54 anos e ficou na memória de muitos graças ao famoso anúncio de televisão, que se pode rever no vídeo abaixo e que ficou na memória de gerações de portugueses.


Fonte: SOL