Lucian Freud ...

... o pintor do corpo e da carne, faleceu aos 88 anos.


Lucian Freud distinguiu-se na arte figurativa, nomeadamente através das suas representações cheias de corpos nus, sendo considerado até à o artista vivo mais caro do mundo.

Neto do célebre psicólogo Sigmund Freud, Lucian emigrou, com a família, da Alemanha para Inglaterra no início dos anos 30 para fugir ao regime nazi, tendo adquirido naturalidade britânica em 1939.

Lucian Freud aproximou-se, numa primeira fase, da estética do surrealismo, mas durante os anos 1950 muda de registo estilístico. Começa a pintura de retratos, geralmente de nus humanos acompanhados de objectos, recorrendo à técnica de impasto.


“Eu pinto as pessoas não pelo que elas parecem, não exactamente como elas são, mas como elas deviam ser”, disse o autor das pinturas.

“Eu quero que a pintura seja carne. Para mim o quadro é a pessoa”, disse em 2010, acrescentando que, embora apreciasse o orgânico, não lhe chegava reproduzi-lo. A “intensificação do real” foi o caminho que escolheu para pintar o “lado animal” do corpo humano.


O seu quadro, de 1995, Benefits Supervisor Sleeping, representando uma mulher obesa e com feridas, dormindo nua num sofá, foi vendido, em 2008, ao milionário russo Roman Abramovich, por 34 milhões de dólares (23 milhões de euros).

Fonte: O PÚBLICO