Islas Cíes

Um paraíso aqui tão perto !!


As Islas Cíes são um lugar indicado para quem adora praia com pouca gente, águas transparentes e um areal branco e fino, e ainda muita vegetação em redor.
As ilhas Cies fazem parte, desde Julho de 2002, junto com os arquipélagos de Ons, Sálvora e Cortegada, do Parque Nacional marítimo-terrestre das Ilhas Atlânticas de Galiza que se estendem ao longo das Rias Baixas. Estas ilhas encontram-se na Ria de Vigo formando uma barreira natural entre a ria e o mar. É neste arquipélago que se encontra a “Praia de Rodas”, classi­ficada pelo prestigioso jornal The Guardian em 2007 como a melhor praia do mundo, elogiando as suas águas cristalinas cor turquesa, a sua areia fina e os pinheirais que chegam até aos areais.
Este espaço natural protegido é digno de ser visitado pelas suas paisagens, pelos diferentes miradouros, os seus roteiros, os observatórios de aves, pela vegetação, a fauna e a sua história. É paraíso natural ímpar.

Este pequeno paraíso possui acesso controlado com um número máximo de 1.800 pessoas diárias para garantir a tranquilidade.

O acesso às ilhas Cies é facilitado por um catamarã com linhas regulares que desde a Páscoa até finais de Setembro, une Vigo, Baiona e Cangas com o arquipélago. Nós embarcamos em Vigo, 18,50 euros por pessoa ida e volta.

Para pernoitar  na ilha apenas existe o parque de campismo, que possui todas as condições. Nós ficamos 2 noites numa tenda alugada para 4 pessoas (35 euros/pessoa).


Desde o embarcadouro junto à Praia de Rodas é fácil encontrar os trilhos principais para visitar os três faróis existentes. São rotas de dificuldade média, um pouco exigentes em dias de muito calor e nalguns troços em que a subida é mais acentuada. Contudo, maior será a recompensa paisagística.



Os veículos não circulam em nenhuma das ilhas que constituem o Parque Nacional. Além disso, outro aspecto que devemos ter em conta é o controlo do lixo. Os visitantes deverão responsabilizar-se pelas embalagens e resíduos que transportarem para as ilhas. Nós encontramos uma ilha limpíssima ... nem beatas de cigarros se viam :)


Desde o barco na ria de Vigo contempla-se a linha do contorno de três ilhas que brincam a fazer de duas.  A do Norte ou de Monteagudo e a do meio ou do Faro estão unidas pelo finíssimo areal de Rodas e um lago que completa a estampa paradisíaca.



A ilha do sul ou de San Martiño está afastada das outras por um canal chamado “Porta do mar”. O arquipélago alcança, além disso, uma série de ilhotes que se unem debaixo da superfície nuns fundos de enorme e frágil biodiversidade, desde a beleza microscópica nos prados de algas até à grandiosidade dos cetáceos que é comum observar.